EXAMES DE LABORATÓRIO - VALOR DE REFERÊNCIA


Os resultados dos exames solicitados, podem sofrer algumas alterações até 72 horas antes da coleta, devido aos seguintes fatores:

·         Tipo de dieta.

·         Jejum prolongado.

·         Prática de exercícios físicos.

·         Ingestão de bebidas alcoólicas.

·         Uso de medicamentos.

Os valores de referência podem sofrer alterações quanto ao resultado, devido aos métodos e equipamentos utilizados pelo laboratório.  Apenas o médico que solicitou o exame, pode avaliar o resultado obtido.

 

EXAME DE SANGUE

 

AAM - AC Anti Microssomal (TPO) 

Valor de referência: inferior a 35,0 I/mL

(Soro)  Método:  Quimioluminescência 

AAT - AC Anti Tireoglobulina

Valor de referência:  inferior a 40 UI/mL

(Soro)  Método: Quimioluminescência II

Ácido Úrico

 

Valores de referência: 

Criança:  2.0 - 5.5 mg/dl

Homem: 3.5 - 7.2 mg/dl

Mulher:  2.6 - 6.0 mg/dl

Soro.  Método:  Uricase

 

Anti-Citomegalovírus-IgG (anticorpos do Citomegalovírus)

 

Valor de referência: Negativo

 

(Soro)  Método: Quimioluminescência II

 

Anti-Citomegalovírus-IgM

 

Valor de referência: Negativo

 

(Soro)  Método: ELISA

 

Anti-HBs (anticorpos da Hepatite B)

 

Valor de referência:  Negativo: inferior a 10,0 mUI/mL

 

(Soro)   Método: Quimiluminescência

 Anti-HBc total (anticorpos da Hepatite C)

Valor de referência:  Negativo

(Soro)   Método: ELISA

Obs:  Este exame pode, embora raramente, apresentar resultados falso-positivos ou falso-negativos. Quando houver incompatibilidade clínica, repetir o exame para confirmação em outra amostra.  Reações positivas nos testes de triagem (ELISA e Quimioluminescência) devem ser confirmados através da técnica de PCR (Reação em Cadeia de Polimerase).

Anti-HIV (vírus I + II) (anticorpos do HIV)

Valor de referência: Negativo ou não reagente

(Soro)   Método: ELISA

(Soro)   Método: MEIA

Obs: Este ensaio sorológico detecta anticorpos contra glicoproteínas do envelope e proteínas do core do HIV1 e HIV2. O diagnóstico da infecção pelo HIV somente poderá ser confirmado após a análise de no mínimo 02 amostras de sangue coletadas em momentos diferentes.

Anti-Rubéola - IgG (anticorpos da Rubéola)

Valores de referência:

Negativo: inferior a 5,0 UI/mL

Indeterminado: de 5,0 a 10,0 UI/mL

Positivo: superior a 10,0 UI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência

Anti-Rubéola - IgM (anticorpos da Rubéola)

Valor de referência: Negativo

(Soro)   Método: Quimioluminescência

Anti-Toxoplasmose - IgG (anticorpos da toxoplasmose)

Valores de referência:

Negativo: inferior a 6,50 UI/mL

Indeterminado: 6,50 a 8,0 UI/mL

Positivo: superior a 8,0 UI/mL

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Anti-Toxoplasmose - IgM (anticorpos da toxoplasmose)

Valor de referência: Negativo

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Anti-Mitocondria

Valor de referência: Negativo

(Soro)  Método: I.F.I

Antígeno Austrália – Ag HBs (antígeno do vírus da Hepatite B)

 

Valor de referência: Não reagente

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Antígeno Prostático Específico

 

Valor de referência:  0,1 a 4,0 ng/ml

BCR - ABL por RT-PCR

 

Valores de referência:

Negativo: Ausência de translocação

Positivo: Detecção de translocação

Amostra: 3 ml de sangue total e/ou 3 ml de sangue de medula óssea

Método: Transcrição Reversa seguida de Reação em cadeia pela polimerase (RT-PCR)

 

Obs: Este exame auxilia no diagnóstico de Leucemia Mielóide Crônica, e monitora a evolução da doença durante o tratamento.  

O resultado negativo não exclui a existência da doença, podendo significar apenas que o teste está abaixo da sensibilidade do método. A exemplo dos demais exames laboratoriais, o resultado deve ser interpretado em conjunto com os dados clínicos e outros exames.

Bilirrubina Totais e frações

 

Bilirrubina Total:

Valor de referência: até 1,20 mg/dL

Bilirrubina Direta: 

Valor de referência: até 0,40 mg/dl

Bilirrubina Indireta: 

Valor de referência: 0,20 a 0,70 mg/dL

(Soro)  Método: Sins-Horn

 

CA 125 (marcador tumoral)

 

Valor de referência:  inferior a 35,0 U/mL

 

(Soro)  Método:  Quimioluminescência

 

Obs:  Este exame não deve ser utilizado para diagnóstico de forma isolada.  Aumentos transitórios podem ocorrer em indivíduos saudáveis, com doenças benignas e vários tipos de neoplasias.  A rara eventualidade de presença de anticorpos contra algum componente do ensaio pode interferir no resultado deste exame.

CEA - Antígeno Carcinoembrionário  (marcador tumoral)

Valores de referência:

Homens adultos:

Fumantes: até 6,2 ng/mL

Não fumantes: até 3,4 ng/mL

Mulheres adultas:

Fumantes: até 4,9 ng/mL

Não fumantes: até 2,5 ng/mL

(Soro)  Método:  Quimioluminescência 

 

Obs:  O CEA possui baixa sensibilidade e especificidade não podendo ser usado para diagnóstico de neoplasias sem a confirmação por outros métodos diagnósticos. Aumentos transitórios nos níveis de CEA podem ocorrer em pacientes sem qualquer evidência de neoplasias e em várias condições clínicas benignas. A rara eventulaidade de presença de anticorpos contra algum componente do ensaio pode interferir no resultado deste exame.

Ceruloplasmina

 

Valor de referência: 22,0 a 58,0 mg/dL

 

(Soro)  Método: Nefelometria

Coagulograma

 

Valores de referência:

Tempo de sangramento:   1,0 min a 3,0 min

Retração do coágulo:        Completa

 

Contagem de plaquetas:

·         Adultos:     150.000 a 450.000 /mm3

·         Crianças:  150.000 a  550.000 /mm3

(Sangue)

Cobre

 

Valores de referência:

 

Crianças:

 

Até 6 meses:

20,0 a 70,0 μg/dL

6 meses a 6 anos:

90,0 a 190,0 μg/dL

6 a 12 anos:

80,0 a 160,0 μg/dL

 

 

Homens:

70,0 a 140,0 μg/dL

Homens acima de 60 anos:

85,0 a 170,0 μg/dL

 

 

Mulheres:

80,0 a 155,0 μg/dL

Mulheres acima de 60 anos:

85,0 a 190,0 μg/dL

Mulheres gestantes:

118,0 a 302,0 μg/dL

(Soro)  Método: Absorção Atômica

Colesterol

Colesterol Total:  Valores de referência: para indivíduos em jejum de, pelo menos, 12 horas.

 

Crianças:

Desejável: inferior a 170,0 mg/dL

Limiar: até 199,0 mg/dL

Elevado: superior a 200,0 mg/dL

Adultos:

Desejável: inferior a 200,0 mg/dL

Limiar: 200,0 a 240,0 mg/dL

Elevado: superior a 240,0 mg/dL

Colesterol  HDL: Valores de referência: para indivíduos em jejum de, pelo menos, 12 horas.

Baixo: inferior a 40,0 mg/dL

Alto: superior a 60,0 mg/dL

Colesterol  LDL: Valores de referência:  para indivíduos em jejum de, pelo menos, 12 horas.

 

Crianças:

Desejável: inferior a 110,0 mg/dL

Limiar: até 129,0 mg/dL

Alto: superior a 130,0 mg/dL

Adultos:

Ótimo:  inferior a 100 mg/dl

Desejável: inferior a 129,0 mg/dL

Limiar: 130,0 a 159,0 mg/dL

Alto:  160 a 189 mg/dL

Muito alto: superior a 190 mg/dl

(Soro)    Método:  Enzimático

 

Colesterol VLDL: Valor de referência: para indivíduos em jejum de, pelo menos, 12 horas.

Inferior a 40 mg/dL

(Soro)   Método:  Enzimático colorimétrico

Complemento C3

Valor de  referência: 90 mg/dL a 180 mg/dL

(Sangue)   Método: Nefelometria

Complemento C4

Valor de  referência:  10 mg/dL a 40 mg/dL

(Sangue)   Método: Nefelometria

Complemento CH50

Valor de  referência: 70 CH50 u/mL a 200 CH50 u/mL

(Sangue)   Método: CH50 u/mL Mayer

Obs: Níveis de CH50 baixo ou indetectável na ausência de imunocomplexo podem ocorrer  devido a três  possibilidades: deficiência de um dos componentes do sistema complemento, deficiência de C1 esterase e/ou não observância dos procedimentos especiais de coleta.

Coombs Indireto

Valor de referência: Negativo

(Soro)  Método: Aglutinação em tubo

Cortisol

Valores de referência:

Manhã (07 às 10h):  5,0 a 25,0 µg/dL

Tarde (16h)               2,5 a 12,5 µg/dL

Noite:                         0,0 a 9,0 µg/dL    

 

(Soro)   Método: Quimioluminescência II

Creatinina

Valores de  referência:

Criança:         0.3 - 0.7  mg/dL        

Adolescente: 0.5 - 1.0  mg/dL    

Homem:         0.7 - 1.3  mg/dL

Mulher:           0.6 - 1.1 mg/dL

(Soro)   Método:  Alkaline Picrate

Desidrogenase  ou Dehidrogenase Lática - LDH ou DHL  

Valor de referência:  100 U/L a 190 U/L

(Sangue)   Método: Cinético U.V

E2 - Estradiol

Valores de referência:

Homens: inferior a 62,00 pg/mL

Mulheres:

Fase folicular: inferior a 147,00 pg/mL

Pico ovulatório: 93,00 a 573,00 pg/mL

Fase Luteínica:  43,00 a 214,00 pg/mL

Menopausa:  inferior a 58,00 pg/mL

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Eritrograma

Valores de referência:

Hemácias em milhões /mm3:  4,6 a 6,2 milhões /mm3

Hemoglobina em g/dL:            14,0 a 18,0 g/dl

Hematócrito em %:                  40,0 a 54,0%

Vol. glob. médio em fl:             80,0 a 98,0 fl

Hem. glob. média em pg:        27,0 a 31,0 pg

C.H. glob. média em g/dl:        32,0 a 36,0 g/dl

RDW - CV em %:                     11,5 a 15,0 %

 

Fator Anti-Nuclear - FAN (HEP2)

 

Valor de referência: Negativo

 

(Soro)  Método: I.F.I.

 

Obs:  Títulos baixos de FAN podem ser encontrados em pessoas normais, sem relação com LES ou outras doenças auto-imunes.

Falcização das Hemácias

 

Valor de referência: Negativo

 

 (Sangue)  Método: Redução em metabissulfito

Ferritina

 

Valor de referência:  22,0 a 322,0  ng/mL

 

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Ferro

 

Ferro

Valor de referência: 65,0 a 175,0 mcg/dL

(Soro)  Método: Cromasurol

 

Capacidade Total de Ligação de Ferro

Valor de referência: 250,0 a 410,0 μg/dL

(Soro)  Método: Cálculo é feito baseado no Ferro e Capacidade Livre de Ligação

 

Saturação de Transferrina

Valor de referência: 20,0 a 50,0 %

(Soro)  Método: Cálculo é feito baseado no Ferro e Capacidade Total de Ligação

Fosfatase alcalina

Valores de referência:

Criança

Feminina

Masculino

1 a 30 dias

48,0 a 406,0 U/L

75,0 a 319,0 U/L

1 a 12 meses

124,0 a 341,0 U/L

82,0 a 383,0 U/L

1 a 3 anos

108,0 a 317,0 U/L

104,0 a 345,0 U/L

4 a 6 anos

96,0 a  297,0 U/L

93,0 a 309,0 U/L

7 a 9 anos

69,0 a 325,0  U/L

86,0 a 315,0 U/L

10 a 12 anos

51,0 a 332,0  U/L

42,0 a 362,0 U/L

13  15 anos

50,0 a 162,0  U/L

74,0 a 390,0 U/L

 16 a 18 anos

47,0 a 119,0  U/L

52,0 a 171,0 U/L

 

 

 

Adultos

Homem

Mulher

20 a 60 anos

42,0 a 98,0 U/L

53,0 a 128,0 U/L

maior que 60 anos

53,0 a 141,0 U/L

56,0 a 119,0 U/L

Soro.   Método:  Colorimétrico - Enzimático

Obs:  Na infância, durante períodos de crescimento ósseo acelerado, o componente ósseo da Fosfatase alcalina eleva-se fisiologicamente para valores de até 5 vezes o normal. Esta elevação caracteriza a atividade osteoblástica aumentada. Somente seu médico tem condições de interpretar esses resultados corretamente.

Fósforo

Valor de referência:  2,5 a 4,8 mg/dL

(Soro).   Método: Daly e Ertingshausen

FSH -Hormônio Fol. Estimulante

Valores de referência:

Homens: 1,90 a 18,90 mUI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência

Mulheres:

Fase  folicular: 3 a 10,90 mUI/mL

Fase ovular: 3,90 a 34,50 mUI/mL

Fase lútea: 2 a 9,70 mUI/mL

Pós menopausa:  24 a 119 mUI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência II

Gama-Glutamil Transferase

Valores de referência:

Homem: 15,0 a 60,0 UI/L

Mulher:  10,0 a 40,0 UI/L

A Gama GT é o mais sensível indicador de doença hepatobiliar e de alcoolismo, disponível no momento, sendo de pouco valor para discriminar as diferentes doenças hepáticas.

(Soro).   Método: Enzimático

Gama-Glutamiltranspeptidase - GGT

Valor de referência:  Homem:  2 U/L a 30 U/L

(Sangue).  Método: Cinético (Szasz modificado)

Glicemia 

Valores de  referência:

Criança: 60 mg/dl a 100 mg/dl

Adulto:  70 mg/dl a 105 mg/dl

A Associação Americana de Diabetes (ADA) e o Consenso Brasileiro sobre Diabetes recomendam a seguinte interpretação clínica para o resultado:

Normal:  glicose de jejum até 105 mg/dl

Diabetes Mellitus (DM):   glicose de jejum maior ou igual a 126 mg/dl (em dois exames realizados em dias diferentes, exceto na presença de hiperglicemia inequívoca e sintomas sugestivos de DM).

A Associação Americana de Diabetes sugere que pacientes com valores de glicemia entre 100 e 125 mg/dl, coletada sob jejum mínimo de 8 horas, sejam submetidos a investigação.

Para gestantes, valor  igual ou maior que 85 mg/dl requerem investigação adicional.

Obs:  O teste oral de tolerância a glicose não está indicado quando a glicemia de jejum for igual ou superior a 126 mg/dl.

Método: Hexoquinase / G-6-PD

Glicose Jejum

Valor de referência: 70,0 a 100,0 mg/dL

(Soro)   Método: Enzimático

Haptoglobina

Valor de referência: 36,0 a 195,0 mg/dL

(Soro)   Método: Nefelometria

Hemoglobina Glicosilada

Valor de referência:  3.9 a 6.1%

Método utilizado: Cromatografia líquida de alta pressão por troca iônica.  Aparelho Variant-II  BIO-RAD

A importância diagnóstica desta dosagem está relacionada à taxa de glicemia que o paciente apresentou nos últimos 120 dias anteriores à realização do exame.

Hemossedimentação

Valor de referência:  até 30 mm

(Sangue)    Método: Fotometria Cinética Capilar

Imunoglobulina E (IgE)

Valores de referência:

R.N a  1 ano:          0,2 kU/L a  15,0 kU/L

de 1 a 3 anos:        1,0 kU/L a   30,0 kU/L            

de 3 a 9 anos:        2,5 kU/L a   99,0 kU/L 

de 9 a 10 anos:      2,4 kU/L a 156,0 kU/L

de 10 a 11 anos:    6,0 kU/L a 123,0 kU/L

de 11 a 12 anos:    1,4 kU/L a 230,0 kU/L

de 12 a 13 anos:    4,8 kU/L a 320,0 kU/L

de 13 a 14 anos:    8,9 kU/L a 240,0 kU/L

de 14 a 15 anos:    4,8 kU/L a 160,0 kU/L

Adultos:                    Até 156,0 kU/L

Leucograma

Valores de referência:

Leucograma

%

Leuc/mm3

Contagem global:

 

4.500 a 10.000

Blastos

0

0

Promielócitos

0

0

Mielócitos

0

0

Metamielócitos

0

0

Bastões

0 a 4

0 a 400

Neutrófilos

40 a 75

2.500 a 7.500

Eosinófilos

1 a 6

40 a 600

Basófilos

0 a 1

0 a 100

Linfócitos

20 a 45

600 a 4.500

Linfócitos Atípicos

0

0

Monócitos

2 a 10

80 a 1.000

Obs:  Equipamentos hematológicos automatizados de última geração, geram contagens celulares altamente fidedignas. Por ocasião de evidência de perfil celular diferenciado, é realizada a tradicional contagem específica em lâmina, descrevendo-se os bastões e células mais jovens.

LH-Hormônio Luteinizante

Valores de referência:

Crianças:  

< 6,30 mUI/mL

Homens:

20 a 70 anos:  1,7 a 9,60 mUI/mL

> 70 anos: 3,4 a 35 mUI/mL

Mulheres:

Fase folicular: 2,10 a 12,9 mUI/mL

Fase ovular: 9 a 77 mUI/mL

Fase lútea: 0,70 a 17,30 mUI/mL

Pós menopausa: 16,30 a 55,0  mUI/mL

Anticoncep.: 0,95 a 5,90 mUI/mL

Gestantes: <1,75 mUI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência II

Magnésio

Valor de Referência: 1,6 a 2,5 mEq/L

(Soro)   Método: Colorimétrico

Papilomavírus Humano (HPV)

 

Valor de referência: não detectado

 

Obs:  Considera-se positivo quando as relações RLU/PCA para os vírus do grupo I (baixo risco: 6, 11, 42, 43 e 44) e ou RLU/PCB para os vírus do grupo II (alto risco: 16, 18, 31, 35, 39, 45, 51, 52, 56,58 e 68) forem iguais ou maiores que 1.00.

 

Relações RLU/PCA e/ou RLU/PCB menores que 50, indicam pequeno número de cópias virais podendo significar infecção inicial ou em fase de remissão espontânea.

 

PCR ultra-sensível

 

Valor de referência: até 0,3 mg/dL

 

(Sangue)   Método: Nefelometria

 

Obs:  A PCR é marcador de inflamação, estando geralmente elevada em doenças inflamatórias e infecciosas.

Peroxidase AC Anti (TPO)

Valor de Referência: inferior a 35 UI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência

Potássio

Valor de referência: 3,5 a 5,0 mEq/L

(Soro)   Método: Eletrodo Seletivo

Progesterona

Valores de referência:

Homens

inferior a 0,56 ng/mL

Mulheres

Fase folicular: 0,32 a 2,00 ng/mL

Pico ovulatório: 0,70 a 2,30 ng/mL

Fase luteínica:1,19 a 21,60 ng/mL

Menopausa: inferior a 0,41 ng/mL

(Soro)  Método: Quimioluminescência

Prolactina

Valores de referência:

Homens

2,10 a 17,70 ng/mL

Mulheres:

Não gestantes: 2,80 a 29,20 ng/mL

Gestantes: 10,2 a 209 ng/mL

Pós menopausa: 2,30 a 20,50 ng/mL

 

(Soro)  Método: Quimioluminescência II

Proteínas Totais e frações

 

Valores de referência:

 

Proteínas Totais:

Valor de referência: 6,4 g/dL a 8,7 g/dL

Sangue.  Método: Colorimétrico

 

Albumina:

Valor de referência:  3,4 g/dL a 4,8 g/dL

Sangue.  Método: Colorimétrico

 

Globulina:

Valor de referência:  3,0 g/dL a 3,5 g/dL

Sangue:  Método:  Colorimétrico-calculado

 

Índice Proteínico:

Valor de referência:  até 1.37

Sangue.  Método:  Colorimétrico-calculado

Reticulócitos

 

Valor de referência: 0,5 a 1,5 %

 

(Sangue)  Método:  Coloração Supravital

Sódio

Valor de referência: 135,0 a 150,0 mEq/L

(Soro)  Método: Eletrodo Seletivo

T3 - Triiodotironina

Valor de referência:  75,00 a 220,00 ng/dL

(Soro)   Método: Quimioluminescência 

T4 - Tiroxina

Valor de referência:  4,50 a 12,00 ug/dL

(Soro)  Método: Quimioluminescência III

T4 Livre - Tiroxina Livre

Valor de referência: 0,75 a  1,80 ng/dL

(Soro)  Método: Quimioluminescência II

Testosterona Livre

Valores de referência: Condições basais

Sexo masculino:  131,00 a 640,00 pmol/L

Sexo feminino: Menacme 2,40 a 45,00 pmol/L

 

(Soro)  Método:  Calculo (SHBG/TT)

Testosterona Total

Valores de referência:

Pré-puberal: até 50,0 ng/dL

Mulheres: até 120 ng/dL

Menopausa: até 130 ng/dL

Homens:

20 a 49 anos: 262 a 1593 ng/dL

> 50 anos: 181 a 758 ng/dL

(Soro)  Método:Quimioluminescência

 

TSH - Hormônio Tireoestimulante

Valor de referência: 0,350 a 5,500 mUI/mL

(Soro)   Método: Quimioluminescência II

Transaminase Glutâmico Oxalacética - TGO

 Valores de referência:

Recém-nascido40 ,0 a 120,0 U/L

Criança:  25,0 a 95,0 U/L

Homem: 10,0 a 35,0 U/L

Mulher: 10,0 a 31,0 U/L

(Soro)  Método: Jaffe modificado

Transaminase  Glutâmico Pirúvica - TGP

Valores de referência:

Criança:  7,0 a 40,0 U/L

Homem: 9,0 a 43,0 U/L

Mulher: 9,0 a 36,0 U/L

(Soro)   Método: NADH

Triglicerídeos

Valores de referência: para indivíduos em jejum de, pelo menos, 12 horas.

Crianças menores de 10 anos: inferior a 100,0 mg/dL

11 a 19 anos: inferior a 130,0 mg/dL

 

Adultos acima de 19 anos:

Desejável:  inferior a 150 mg/dL

Limítrofe:  de 150 a 200 mg/dL

Alto:  de 201 a 499 mg/dL

Muito alto: superior a 500 mg/dL

(Soro)   Método: Enzimático

Obs:  Variações na dieta, na atividade física e o uso de bebidas alcoólicas são as causas mais freqüentes de grandes variações de triglicérides.  Estima-se em 20% as variações nas concentrações diárias sanguíneas dos triglicérides.

Uréia

Valor de referência:  10,0 - 50,0 mg/dL

(Soro)  Método: Enzimático de alta especificidade pela urease.

V.D.R.L.

Valor de referência: Não Reagente

(Soro)  Método: Floculação

Obs: A reação de VDRL é um teste não treponêmico, portanto inespecífico. Reações positivas em baixos títulos, podem ocorrer na vigência de outras doenças infecciosas e/ou ligadas a imunocomplexos.


EXAME DE URINA

 

Valores referenciais do exame de urina quanto à:

Densidade

1.005 a 1.030

Cor

amarela cítrica

Aspecto

límpido

pH

5,0 a 7,0

Proteínas

normal  (inferior a 10 mg/dL)

Glicose

ausente

Acetona

ausente

Bilirrubina

ausente

Urobilinogênio

normal

Nitrito

ausente

Hemoglobina

ausente

Obs:  A presença de raros cilindros hialinos é considerada normal no exame microscópico do sedimento.